quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Opinião - Direitos de Sangue de Kristen Painter


Autoria: Kristen Painter
Editora: ASA
Nº de Páginas: 376

Sinopse:

Chrysabelle esconde no corpo as marcas douradas e os segredos das comarré - uma raça especial de humanos criada para alimentar a elite de vampiros nobres com o seu sangue rico e poderoso. O destino dela está traçado desde sempre: servir incondicionalmente o seu patrono. Mas quando este é assassinado, a vida de Chrysabelle muda por completo. Finalmente pode ser livre, um sonho que nunca se permitira ter e que depressa se transforma num pesadelo. Ela é a principal suspeita do crime e do roubo de um anel mágico. O anel que a ambiciosa Tatiana está decidida a recuperar, custe o que custar. Chrysabelle atravessa o Atlântico para provar a sua inocência, e nesta demanda o seu caminho cruza-se com o de Malkolm, um poderoso e irresistível vampiro que foi renegado e alvo de uma maldição. Ambos tentam combater a inegável atração que os une. Mas o tempo urge. Ambos têm de unir esforços para travar os planos de Tatiana, que pretende acabar com o mundo tal como eles o conhecem e fundar um reino de trevas. Direitos de Sangue é o primeiro volume da série Casa das Comarré e um best-seller internacional.

Opinião:

A saga "Casa das Comarré" foi uma das grandes apostas do ano passado quanto à fantasia mas não me encheu as medidas.

"Direitos de Sangue" acompanha Chrysabelle, uma comarré, que depois de se libertar do seu patrono e tornar-se livre é acusada como principal suspeita do assassinato do mesmo.

Esta não foi uma obra paranormal das quais estou habituada a ler, talvez por isso não tenha desfrutado tanto da obra.

Quanto ao casal, este deve ter sido o que mais gostei neste livro. Os protagonistas têm uma relação amor-ódio com muito humor à mistura e, como todas as personagens, são bastante carismáticos, que é impossível de ficar indiferente.

No geral, esta não é uma obra que irá agradar a todos os fãs de fantasia, mas que é excelente para arrancar uns quantos sorrisos.


Sem comentários:

Enviar um comentário